DESTAQUES - PÁGINA 18
 
01   02   03   04   05   06   07   08   09   10   11 12   13   14
15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28  
 
Homenagem aos Carreiros Caiaponienses que vieram para a cavalgada, marcando o início da Festa da Pecuária 2011
 
Dr. Milton Ferreira da Silva
Advogado e Produtor Rural

Carreiros do meu sertão

Acabamos de assistir a chegada destes abnegados Carreiros, que envolvidos pela paixão por Carro de Boi, deixaram seus afazeres em suas fazendas para viajarem durante vários dias, por caminhos tortuosos com seus Carros, conduzidos pelas suas Boiadas Carreiras para participarem da abertura da 10ª Exposição Agropecuária de Caiapônia.

O Carro de Boi, que até os anos 60, foi um importante meio de transporte em toda zona rural do nosso Município; até pouco tempo estava esquecido e quase desapareceu totalmente das fazendas caiaponienses e poucas são as pessoas que ainda possui uma relíquia chamada Carro de Boi.

Até mesmo quem não viveu a época do Carro de Boi, quem nunca trabalhou como carreiro ou “candieiro” fica encantado quando vê um Carro puxado por várias juntas de bois, cantando na tonalidade “Baixão”, seguindo lento e melancólico, por estradões ou pelas avenidas desta cidade, na ocasião da festa da pecuária.
Estes Carreiros trazem, com eles, a história dos nossos antepassados, as lembranças de um tempo, onde tudo andava devagar, um tempo em que as pessoas não tinham tanta pressa e nem tanta ganância, pois, o viver era mais simples.

Estes intrépidos Carreiros têm feito de tudo para não deixar desaparecer esta importante tradição, mesmo enfrentando grandes dificuldades para construir ou reformar seus carros e seus utensílios, como: canga, cambão, cansil, tiradeiras, brocha, tambueiros e ajoujos, pois, em nossa região, praticamente, não têm mais pessoas habilitadas ou carpinteiros especializados na arte de fabricar Carros de Bois.

Quando encontram alguém disposto a construir ou fabricar alguma peça de reposição, como: eixo, meião, cambota, cocão ou chumaço, eles não encontram a madeira apropriada para fabricar estas peças.
O Bálsamo que é a madeira nobre para fabricar um Carro de Boi está praticamente extinto em nosso Município, neste caso, é necessário improvisar outras madeiras para fabricar alguma peça de reposição, que, nem sempre, substituem corretamente a lendária madeira conhecida como Bálsamo.

A presença destes Carreiros com seus Carros de Bois, aqui no Parque de Exposições, é um acontecimento importantíssimo para todos nós, sobretudo, para aqueles, que juntamente com o Prefeito Edinho, lutaram para realização da festa da Pecuária, resgatando, assim, nossas tradições, o orgulho dos produtores rurais e de todos caiaponienses.

É difícil acreditar, que ainda exista pessoa como senhor Carmino Machado, próspero fazendeiro do vizinho Município de Doverlândia, que não troca seu Carro de Boi e nem sua boiada carreira pela facilidade que o progresso lhe proporciona, pois, prefere transportar todo milho colhido em sua roça, na outra margem do Rio do Peixe, com Carro de Boi, atravessando rios, subindo e descendo serra, até chegar à sede da sua Fazenda; por tudo isso, rendemos a ele as nossas homenagens e lhe damos parabéns pela coragem e sua determinação de carreiro.

Parabéns Agnaldo, que levou para sua fazenda, o velho Carro de Boi que pertencia ao seu pai, e depois de envernizá-lo, o colocou na varanda de sua casa como simples enfeite. Mas, certo dia, impulsionado pelo instinto de carreiro, herdado dos seus antepassados, amansou seus bois, arrumou suas tralhas e começou carrear com sua boiada pelos caminhos da fazenda Inhumas.

Parabéns ao Taço, que apesar de jovem, não teve vergonha de ser carreiro. Aproveitou o carro e tralha deixada pelo seu pai – Antônio Bernardo, que também era um apaixonado por Carro de Boi, para ser hoje, um carreiro experiente, marcando presença não só em Caiapônia, mas, em todas as festas da região.

Parabéns ao Cleide, que sempre fez questão de manter a tradição de carreiro herdado de sua família, na fazenda Bateia do seu avô Zezão da Bateia, trazendo sua experiência e sua paixão por Carro de Boi para a Fazenda Capão Rico, na região da Inhuma.
Parabéns aos carreiros que ajudaram a conduzir estes Carros de Bois até a nossa festa e também os nossos parabéns aos carreiros visitantes.

Os carreiros que neste momento estão sendo homenageados pelo Prefeito Edinho, pelo Presidente da Câmara Argemiro Rodrigues, pelos Vereadores, aqui presentes, pelo presidente do Sindicado dos Produtores Rurais de Caiapônia, pelo Secretário Municipal de Agricultura - Dr. Carlos e pela Comissão organizadora da festa da Pecuária, representam todos os carreiros da nossa região e também aqueles que nutrem pelo Carro de Boi uma grande paixão.
Carreiros amigos meus, ainda, não posso acompanhá-los em suas aventuras com seus Carros de Bois, pois, ainda, não consegui fabricar um novo par de rodas para o meu Carro, mas, assim, que conseguir substituir as suas rodas será um prazer muito grande, fazer, juntamente, com os senhores, o mesmo trajeto que hoje foi feito, juntamente com meus bois carreiros: Roxão e Rochedo, Barão e Barreto, Carinhoso e Sertanejo, Brilhante e Brilhoso, que serão conduzidos pelo carreiro Nena.

Quem sabe na próxima jornada estaremos juntos. Se Deus quiser
.

 
Dr. Milton Ferreira
Homenageia os carreiros - Caiapônia 2011
 
"Aqui também está o Senhor"
 
28/07/2011
 
 
 
01   02   03   04   05   06   07   08   09   10   11 12   13   14
15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28